Reciclagem gera oportunidade em Arcoverde


Reciclar materiais pode ser uma boa alternativa  para economizar dinheiro. A partir do reaproveitamento de objetos que são jogados no lixo ou no meio ambiente, como garrafas pet, vidros, papelão, vários artigos podem ser confeccionados para  uso pessoal e doméstico, além de brinquedos e peças de decoração, a exemplo de vassouras, porta-retratos,  pufs, bolsas femininas, sacolas de compras, entre outros utensílios. A proposta está sendo desenvolvida  pelo Centro de Educação Socioambiental da Compesa (Cesac), localizado no município de Arcoverde, no Sertão do Estado, que oferece  oficinas de  reciclagem de materiais.

Com os ítens retirados do lixo doméstico e também do meio ambiente, moradores de Arcoverde e regiões próximas  estão aprendendo aa  reutilizá-los de forma criativa através das oficinas desenvolvidas pelo Cesac. Um dos objetos ensinados nas oficinas  é a produção de  vassouras feitas com 14  garrafas pets. Já com 18 garrafas pet, uma pequena caixa de papelão, espuma de colchonete mais durex e cola quente se monta um bonito e utilitário puf.

“Quando olhamos os sacos de lixo dentro das nossas casas e nas ruas nem imaginamos quantas coisas podem ser reaproveitadas a partir destes materiais”, comenta a  supervisora do Cesac, Carmem Tavares. Um rolo de papel filme, por exemplo, pode virar um porta-lápis nas mãos de quem participa das oficinas. Reproduzindo o que é aprendido no Centro de Educação Ambiental da Compesa,  os alunos encontram na criatividade, uma oportunidade para gerar renda de maneira sustentável e com respeito ao meio ambiente.  Outras pessoas participam  dos cursos para aprender  a produzir  artigos para uso pessoal ou para presentear parentes e amigos.“ Algumas mulheres participaram das oficinas e hoje estão vendendo seus artigos  em feiras.Nossa motivação é ensinar às pessoas a reutilizarem objetos jogados no lixo e criar coisas criativas e ainda preservar o meio ambiente”, conclui Carmem Tavares.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial