Segundo estatísticas em 2016 país deverá ter 57.960 novos casos de câncer de mama – Informou Dr. Roberto Vicente


Segundo estatísticas em 2016 país deverá ter 57.960 novos casos de câncer de mama – Informou Dr. Roberto Vicente

Por André Luis

Neste mês o mundo inteiro comemora o Outubro Rosa. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama. Sendo adotado pelo Brasil.

Nesta quinta-feira (20) a coordenadora de Saúde da Mulher Debora Sheila, o mastologista Dr. Roberto Vicente, a Dra. Maria José, e a psicóloga Emanuela Nascimento, falaram sobre a importância da prevenção e sobre as formas de tratamento e combate ao câncer de mama e também sobre outros aspectos da saúde da mulher.

Dr. Roberto falou sobre a importância do Outubro Rosa, ele disse que através da mídia, com a grande divulgação que gira em torno da campanha, há uma procura maior por parte das mulheres buscando o consultório do mastologista, para exames preventivos, “mas mesmo assim, ainda há uma deficiência, porque a gente sabe que, os mamógrafos são poucos no país e então, mesmo que a mulher vá, ela tem aquela deficiência de quando procura, não acha o equipamento“, disse, Roberto.

Dr. Roberto também falou que há uma luta de especialistas para que o Ministério da Saúde passe a liberar a mamografia a partir dos quarenta anos e explicou que a partir dessa idade, a mulher precisa fazer o exame de mamografia pelo menos uma vez ao ano. “Pacientes que têm parentes de primeiro grau como mãe, tia, irmã e avó com histórico de câncer de mama, a gente antecipa a mamografia, eu peço a partir dos trinta e cinco anos“, alertou Dr. Roberto.

Dr. Roberto ainda informou sobre um dado alarmante, no Brasil, está previsto para este ano de 2016, 57.960 novos casos de câncer de mama, destes, 2.550 estão previstos para Pernambuco. “ Só este ano, eu já operei quatro mulheres com este tipo de câncer, isto aqui em Afogados da Ingazeira”, informou, Roberto.

Dra. Maria José disse que este ano ainda não atendeu nenhum caso de câncer de mama, e assim como Dr. Roberto, disse que o fator da dificuldade em se fazer a mamografia, que é o exame ideal para detectar o câncer de mama é um agravante, “e a gente fica impossibilitados de solicitar, principalmente dessas pacientes que tem maior risco de vir a ter este tipo de câncer a mamografia que é essencial. Essas mamografias de rastreamento são muito importantes para que a gente faça o diagnóstico precoce”, informou Maria José.

Dra. Emanuela, disse que existem mulheres que se isolam e fogem do problema, mesmo antes de ser diagnosticada, “Isso é muito sério, a questão da negação da doença, você tem um diagnóstico, está com um caroço e acha que já é, o psicológico, pra qualquer tratamento de saúde principalmente no câncer ele é fundamental, se você tá com a cabeça preparada, se você enfrenta a doença como ela é e não negar, isso interfere em todo processo”, avaliou Emanuela.

Dra. Emanuela ainda informou que as unidades de saúde trabalham o ano todo, independente do mês, mas que neste mês, em especial as ações são intensificadas, para alertar as mulheres, da questão da prevenção e que ainda assim encontra um número grande de resistência.

“Muita gente, por mais que os meios de comunicação, os médicos, as equipes, as enfermeiras que estão na ponta dia-a-dia, trabalhem nessa informação, ainda assim existe muita resistência por parte das mulheres, essa semana com a intensificação das atividades, muitas palestras, rodas de conversa, material interessante vai alertando e a gente consegue atingir um público maior, todas as unidades estão intensificando as atividades durante esta semana, pra que a gente possa atingir mais mulheres”, disse Emanuela. (Radio Pajeu)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial