Em Flores, Marconi Santana diz que recebeu apenas ‘herança maldita’, lixo e prefeitura em ruínas



Fotos e texto da Assessoria

O prefeito de Flores, Marconi Santana (PSB) após participar de missa de ação e graças, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, foi surpreendido na manhã deste domingo (1) com a não entrega da chave do centro administrativo municipal, como também, das péssimas condições em toda sua infraestrutura.

A centenária edificação fincada no centro do município, à Praça Dr. Santana Filho, não só está em ruínas, como sofreu várias intervenções na parte interna, com a construção de novas salas, erguidas com maderito.

Além do risco eminente de desmoronamento de algumas dependências; lixo, instalações elétricas danificadas, poeira, mau cheiro e setores de prestação de serviços sem cpu’s – foi o cenário encontrado pelo prefeito – que percorreu todo o prédio acompanhado da primeira dama Lucila Santana.

Já na Unidade de Saúde, Marconi encontrou a caçamba sem pneu, ambulâncias e demais carros que fazem a frota de veículos da Secretária de Saúde, sem as mínimas condições de uso. Nas dependências do centro de saúde, ar-condicionados foram removidos dos leitos a farmácia básica com estoque no vermelho e a sala de raio-x tomada por lixo, e com o equipamento quebrado.

“Não tivemos a devida transição, e ainda estamos recebendo a sede da prefeitura sem condições de abrigar os servidores e a população, que precisam dos serviços da prefeitura nesta segunda-feira. Vamos solicitar uma vistoria do corpo de bombeiros, e realizar com a máxima urgência leilão para comprarmos novas ambulâncias”, lamentou Marconi Santana.



Comentários

Anterior Proxima Página inicial