Lula diz que vai tirar o país da lama e alerta: "quem acha que pode me proibir de algo pode se preparar"


InfoMoney (Ricardo Stuckert/ Instituto Lula)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de ato em um evento para servidores da educação em Brasília e aproveitou para voltar a falar sobre ser candidato nas eleições de 2018. Em tom de campanha, ele questionou: "quem é que vai tirar o país da lama que ele ficou?", ouvindo a plateia gritar "Lula!". Ele participou do 33º congresso da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).

Em outro momento, pela segunda vez na semana, ele usou a expressão "se preparar": "quem acha que pode me proibir de algo pode se preparar", criticando o que ele chama de perseguição para que sua candidatura à presidência não ocorra. Na véspera, o ex-presidente defendeu o "direito de candidatura" durante o 29º Encontro Estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), em Salvador.

"Se o [presidente Michel] Temer quer ser, ótimo, se o [ministro José] Serra quer ser, ótimo, se o [juiz Sérgio] Moro quer ser, ótimo, se os delegados [da Polícia Federal] querem ser... Todo mudo que quer ser candidato tem direito, entre num partido e vá para as ruas", afirmou.

Rumores recentes apontam que o PT pretende adiantar e lançar até maio a candidatura oficial de Lula. A tática seria aproveitar a baixa popularidade do governo Temer e reforçar a defesa jurídica do ex-presidente, réu em cinco ações penais, duas delas no âmbito da Lava Jato. Com isso, ele poderia reforçar a tese de que qualquer denúncia contra ele é perseguição e tentativa de evitar que ele concorra para presidente.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial