Presidente Temer é denunciado por prática de corrupção


Resultado de imagem para temer preocupado

O procurador-geral da República apresentou denúncia contra o presidente Michel Temer por prática de corrupção. Segundo Rodrigo Janot, a mala com R$ 500 mil em propina entregue a Rocha Loures era para o presidente.

É a primeira vez na história que um presidente é denunciado por corrupção durante o mandato.

Na denúncia, de acordo com fontes ligadas ao caso, o procurador-geral da República acusa diretamente Michel Temer de ter cometido o crime de corrupção no exercício do cargo de presidente da República.

Segundo essas fontes, as investigações demonstraram que, por meio de Rodrigo Rocha Loures, seu ex-assessor, Temer recebeu vantagens indevidas em troca de favores.

Na denúncia, o Ministério Público Federal diz que o crime começou no encontro entre Joesley Batista e Michel Temer no Palácio do Jaburu, e culminou com a entrega de uma mala com R$ 500 mil a Rodrigo Rocha Loures em São Paulo. E que o presidente cometeu o crime de livre e espontânea vontade e consciente.

Na acusação apresentada na noite desta segunda-feira (26), Rodrigo Janot reconstitui todos os fatos relativos ao caso, e inclui os resultados da perícia da gravação da conversa no Jaburu, que a Polícia Federal diz que é autêntica e não teve edições.

Ainda de acordo com fontes, na denúncia Janot afirma que ficou claro que Joesley falava para Temer sobre pagamentos ao ex-deputado Eduardo Cunha. Esse item tem a ver com a suspeita de obstrução de justiça, outro crime pelo qual Temer está sendo investigado e também dev e ser denunciado.

Além dessas suspeitas, Temer ainda é investigado por formação de quadrilha.

No fim da denúncia, o procurador-geral da República pede que o presidente Michel Temer pague, no mínimo, R$ 10 milhões a título de reparação de danos. Rocha Loures deverá pagar R$ 2 milhões, segundo a denúncia.

Rodrigo Janot afirma que eles devem ressarcir os cofres públicos por lesões à ordem econômica, à administração da justiça e à administração pública, “inclusive à respeitabilidade da Presidência da República perante a sociedade brasileira”.

Ao final, Janot pede a condenação de Temer à perda do cargo de presidente. Foi o que infrmou o G1.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial