Seleção brasileira se apresenta sem cortes pela primeira vez nas eliminatórias



A próxima rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 reserva um fato inédito para a seleção brasileira dentro do torneio. Pela primeira vez, o técnico não teve que fazer nenhum corte na lista de convocados. A enorme maioria do grupo se apresentará ao longo desta segunda-feira, já para o primeiro treino em Porto Alegre, palco da partida contra o Equador, na quinta-feira.

Nas eliminatórias, cada convocação serve para dois jogos. Essa, portanto, foi a sétima do Brasil – três feitas por Dunga e quatro com Tite. Em todas as anteriores houve problemas, a maioria médicos. Agora, o atual técnico terá seus 23 escolhidos à disposição.

Inclusive Philippe Coutinho, que, oficialmente, não tem participado do início de temporada com o Liverpool em razão de uma lesão nas costas. A expectativa da comissão técnica da Seleção, entretanto, é que ele se apresente em condições de treinar e jogar. Todos estão cientes de que o real motivo de sua ausência no clube inglês é a possibilidade de transferência para o Barcelona.

As eliminatórias tiveram início em outubro de 2015, diante de Chile e Venezuela. De cara, Dunga teve que riscar de sua relação a dupla do Liverpool, Coutinho e Roberto Firmino, por lesões, além do lateral-direito Rafinha, que na época declarou sua intenção de defender a seleção da Alemanha.

No mês seguinte, o zagueiro Marquinhos e o lateral-esquerdo Marcelo foram cortados dos jogos contra Argentina e Peru. E na última convocação do antigo técnico, o meia Kaká e novamente Firmino não puderam se apresentar para enfrentar Uruguai e Paraguai.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial