Na Gestão Djalma Alves, Solidão entra no Mapa do Turismo de Pernambuco



O prefeito Djalma Alves (PSB), do município de Solidão, localizado no Sertão do Estado, juntamente com toda a equipe de governo, exceto todos que fazem a Secretaria de Cultura, Turismo e Juventude, que é comandada pelo Secretário Antônio Correia, que por sinal, vem desempenhando um grande papel a frente da pasta, deixando o trabalho como sua marca, e sendo auxiliado pela secretária adjunta, Jeania melo e demais integrantes da secretaria, estão comemorando a entrada do município solidanense no Mapa do Turismo der Pernambuco.

O chefe do executivo solidanense, Djalma Alves, comentou a publicação da inclusão do Mapa do Turismo. “Solidão é conhecida como uma cidade turística, pois é muito visitada todos os anos, isso mostra que o nosso governo está no caminho certo, e no que diz respeito a cultura, eu dou total apoio para que nossa cidade seja visitada cada vez mais”, pontuou o gestor.

Falando a nossa redação, o secretário Antônio Correia, disse que é muito importante a inclusão de Solidão. “É muito importante esse resultado, pois mostra que o município está no caminho certo, eu estive participando de reuniões, e lá foram debatidos o que cada cidade oferece como ponto turístico e histórico, cada município repassou a sua realidade. Solidão iria se encaixar na rota da fé, mais só que este segmento é de Pesqueira em diante, então o município ficou no segmento de Poesia e Cantoria”, destacou o secretário.

Solidão entrou na rota do turismo, como o território da poesia e da cantoria, juntamente das cidades: Afogados da Ingazeira, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, São José do Egito, Sertânia, Tabira e Tuparetama. O resultado foi divulgado na última quinta-feira (14/09/17), pelo Ministério do Turismo, através de levantamento, onde foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, e notou-se um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

Este ano, o mapa do turismo de Pernambuco ganhou a adesão de 49 novos municípios. No total, o estado registra agora 103 cidades com vocação turística distribuídos em 16 regiões. O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo, junto aos gestores municipais e estaduais, a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades, para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

“O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur”, afirmou o ministro do turismo.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

CATEGORIZAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DE PERNAMBUCO – De acordo com o novo mapa, 27 cidades estão nas categorias A, B e C, que são aquelas que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Caruaru, Fernando de Noronha, Olinda, Recife e Petrolina. Os demais 76 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial