Violência contra a mulher cresce em Pernambuco




Foram 30.182 casos de violência doméstica e familiar de janeiro a novembro. Entre eles, mortes, lesões corporais, estupros, constrangimentos, difamações. São crimes que, apesar dos alertas de grupos organizados contra tais violências, persistem. 

Os casos de estupro também têm aumentado no Estado, são cerca de 1800 em 2017 e mostram que ser mulher significa estar em situação de vulnerabilidade em Pernambuco. As ocorrências não param. Em Limoeiro, um pai foi preso acusado de abusar de três filhas, todas menores. O desfecho deste caso ocorreu nesta semana, após a mais nova das filhas abusadas, 12, pedir ajuda à irmã mais velha, 22, também vítima na infância e adolescência, e juntas denunciarem o pai, 53. A adolescente está grávida. 

Em Petrolina, um homem de 27 anos foi preso em flagrante na manhã da terça-feira (26), após estuprar uma mulher de 25 anos. O criminoso era vizinho da vítima no bairro de Antônio Cassimiro. E em Caruaru, agreste pernambucano, uma adolescente foi estuprada dentro da própria casa por um parente após após a comemoração da festa natalina. 

Comentários

Anterior Proxima Página inicial