Protestos contra julgamento de Lula fecham rodovias em Pernambuco, inclusive Serra Talhada




A manhã desta terça-feira foi marcada por protestos em rodovias pernambucanas. Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MTST) realizaram bloqueios em vários pontos e interditaram as vias com pneus em chamas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registradas mais de seis manifestações no estado. Há manifestantes no quilômetro 7 da BR-101, em Goiana, Região Metropolitana do Recife, na BR-232 (quilômetro 16), em Jaboatão dos Guararapes, próximo ao Alphaville e no quilômetro 144, em São Caetano, no Agreste. 

Ainda segundo a PRF, a informação é que os manifestantes reivindicam contra o julgamento do ex-presidente Lula. O protesto em Goiana começou por volta das 5h45 na manhã desta terça-feira com a presença de 150 manifestantes. Outro protesto também foi realizado no quilômetro 413 da BR-232, em Serra Talhada, e no quilômetro 230, da BR-232, em Pesqueira, no Agreste. 

A BR-232 foi bloqueada na altura de Bonanza. Outro bloqueio foi registrado na BR-408, em Tracunhaém, na Arena Pernambuco, próximo ao quilômetro 100, em São Lourenço da Mata e ainda no quilômetro 124 na BR-101, em Escada. Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para controlar o fogo e liberar as vias.

Pontos liberados:
BR 232, km 413 - Serra Talhada/PE, 8h20
BR 232, km 144 - São Caetano/PE, 8h50
BR 232, km 16 - Jaboatão dos Guararapes/PE, 9h45
BR 408, km 100 - São Lourenço/PE (Arena Pernambuco) - 10h40
BR 232, km 231 - Arcoverde/PE, 10h20
BR 101, km 124, Escada - 11h
BR 101, km 9, Goiana - 11h10
BR 408, km 59 - Tracunhaém/PE  - 11h30
BR 407, km 130 - Ponte Presidente Dutra - Divisa Juazeiro/BA x Petrolina/PE - 12h10

Em resposta, o MTST, filiado à União Nacional por Moradia Popular comunicou que as manifestações são contra as "ameaças à democracia" que andam ocorrendo. Em nota, eles comunicam que "a conjuntura política em nosso país permanece ainda desfavorável para a classe trabalhadora e, quando se trata do cenário das eleições de 2018, a elite burguesa ataca, desta vez com manobras para impedir a candidatura de Lula nas eleições de 2018."

Comentários

Anterior Proxima Página inicial