Atirador da Flórida foi expulso de escola por problemas disciplinares




O suspeito do ataque a tiros registrado nesta quarta-feira (14) em uma escola de Parkland, na Flórida, foi identificado como Nicolás Cruz, um jovem de 19 anos que foi expulso da unidade de ensino por problemas disciplinares.

De acordo com o o chefe de polícia do condado, Scott Israel, o suspeito tinha muitos carregadores de munição para armas semiautomáticas. "Pensamos que tinha um fuzil AR-15. Não sei se possuía um segundo fuzil".

Imagens da TV, captadas de um helicóptero mostraram um homem jovem sendo conduzido algemado por agentes para dentro de uma delegacia policial.

Ataque deixou 17 mortos

"Temos 17 vítimas confirmadas. Doze delas estavam dentro do edifício, duas vítimas estavam do lado de fora e outra em uma rua adjacente. Duas pessoas perderam a vida já no hospital", disse o chefe da Polícia.

Segundo o comissário, "ainda há várias pessoas sendo submetidas a intervenção cirúrgica". Entre as vítimas - disse -, há "estudantes e adultos".

Segundo o chefe de polícia, o ataque deixou 17 mortos. "Temos 17 vítimas confirmadas. Doze delas estavam dentro do edifício, duas vítimas estavam do lado de fora e outra em uma rua adjacente. 

Duas pessoas perderam a vida já no hospital", disse o chefe da Polícia.

Segundo o comissário, "ainda há várias pessoas sendo submetidas a intervenção cirúrgica". Entre as vítimas - disse -, há "estudantes e adultos".

Segundo vários depoimentos, os alunos da escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas escutaram o alarme contra incêndio, mas muitos pensaram que se tratasse de um exercício até serem ouvidos os primeiros disparos.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial