Senar investe em programa de gestão e empreendedorismo para o produtor




Recife sediou, entre os dias 06 e 09, uma capacitação de facilitadores do programa Negócio Certo Rural (NCR), oferecido em todo o país pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). O encontro foi para atualizar profissionais de Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe e Pará responsáveis pela qualificação de produtores atendidos pelo programa.

Diagnóstico da propriedade rural, estudo de viabilidade de negócios e planejamento são procedimentos fundamentais para uma boa gestão da propriedade, na avaliação dos facilitadores do Senar e coordenadores do encontro, Thiago Tavares e Edilton Lousada. “A nova roupagem do NCR vem para mudar a postura dos produtores de pequeno e médio porte frente à administração de seu negócio. O foco é organizar a gestão e desenvolver o potencial empreendedor de cada um”, explica Thiago.
                               
Segundo o facilitador Edilton Lousada, esses procedimentos permitem que o produtor identifique previamente indicadores de custos, investimentos e rentabilidade, que vão apontar se a produção é viável ou não. “Tudo isso deve ser colocado no papel antes de ser implantado”, alerta.

O supervisor de Treinamentos do Senar Pernambuco, Adriano Pontes, adianta que mais 24 turmas serão formadas até o fim de 2018. A meta da instituição é capacitar 500 produtores pernambucanos. Implantado em 2010, o programa é uma parceria com o Sebrae.

Como funciona o NCR – São cinco encontros presenciais em sala de aula, mais duas consultorias – sendo uma em sala e a outra na propriedade. É a partir daí que o participante tem o desafio de desenvolver um Plano de Negócio sobre o que ele pretende investir. Os produtores contam com assistência do Senar até que Plano de Negócio seja desenvolvido da melhor maneira possível. Em seguida, os facilitadores realizam trabalho de avaliação da propriedade para definir se o que foi planejado tem condições de ser executado no local.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial