Importação de camarão do Equador pode prejudicar produtores locais



Após 19 anos de suspensão, o Brasil volta a importar camarão do equador desde o final do ano passado. Conforme divulgou a Câmara Nacional de Aquicultura do Equador (CNA), oito empresas brasileiras já estão em contato com exportadores equatorianos para adquirir o crustáceo. A expectativa é que, com o aumento da concorrência e uma maior oferta deste produto no mercado interno, o preço diminua para o consumidor final. Na contramão, essa medida pode prejudicar milhares de pescadores artesanais e criadores de camarão em cativeiro, se for tomada sem as devidas precauções de biosseguridade.

De acordo com o extensionista do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e Engenheiro de Pesca, João Paulo Viana de Lima, o Equador compete com o Brasil no mercado de camarão cultivado. Com apenas 600 km de costa, sem estradas e energia elétrica, em 2003, o Equador havia produzido 77.500 toneladas e exportado 58.011 toneladas, valores inferiores ao desempenho do Brasil, 90.360 toneladas e 58.455 toneladas, respectivamente. Já em 2016, passou a produzir 406.334 toneladas e a exportar 363.570 toneladas, num total de US$ 2,45 bilhões, tornando-se o maior produtor de camarões da América do Sul e o quarto maior exportador mundial.

Enquanto isso, o Brasil, que era o principal exportador de camarão para os EUA e União Europeia, além de líder mundial em produtividade (6.083 Kg/ha/ano), em 2003, teve em 2016 uma produção de 60.000 toneladas e exportações de 514 toneladas, somando US$ 3,1 milhões apenas, segundo dados da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão (ABCC).

Quanto à sanidade dos cultivos de camarão no Equador, já foram detectadas 13  doenças de origem viral e bacteriana, das quais, 10 não ocorrem no Brasil. Segundo Lima, é importante ressaltar que essas enfermidades podem acometer todos os tipos de crustáceos, não somente os camarões de cativeiro, mas também espécies alvo da pesca artesanal como caranguejos, siris, lagostas e camarões selvagens.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial