Em Brasília, Bolsanaro recebe vaias, aplausos e gargalhadas de prefeitos



Imagem: Júnior Campos

O deputado federal, Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidente foi sabatinado, nesta quarta-feira (23), pela CNM - Confederação Nacional dos Municípios, durante evento municipalista promovido, pela mesma entidade. Na apresentação, Bolsonaro defendeu "a extinção do Ministério das Cidades, para sobrar dinheiro para os Municípios".

Defendeu ainda mudar a legislação para se ter paz e ser possível ter uma arma em casa. "Principalmente o homem do campo".

O pré-candidato que não conseguiu ocupar o tempo disponibilzado pela organização, para responder perguntas como: manutenção de creches e construção de aterros sanitários e acabou vaiado pela plateia de mais de 5 mil prefeitos, sendo necessário a intervenção de Paulo, presidente da CNM. "Vamos evitar a intolerância e vamos respeitar", repreendeu. 

Bolsonaro respondeu questões da pauta municipalista – como repasses de verbas para saúde, educação e saneamento básico – e também se firmaria o compromisso de receber os representantes dos municípios a cada três meses.

Na segunda onda de vaias, ele subiu o tom de voz: “Quem tiver ideias, por favor, me procure. Não vim aqui para dizer que sou melhor do que os outros. Não tem solução fácil. Não tem espaço aqui para gente que, na base do grito e do gogó, diz que vai resolver”, disse.

Bolsonaro finalizou dizendo que o Brasil está "arrebentado" e que a questão dos prefeitos é simples. " O problema de voçês é dinheiro pow". Neste momento arrancou risadas do público. A informação é do parceiro Júnior Campos que se encontra em Brasília.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial