Câmara de Quixaba votou Projeto de Lei 006/2018 e não atinge o esperado, vereadores Antônio Julião e Neudiram acreditam que não será aprovado projeto do FUNPREQ na 2ª votação da próxima reunião


Na noite da última sexta-feira (15/06/18), aconteceu mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Quixaba, que fica localizada no Sertão do Pajeú, Plenário Benito Antônio de Lima, onde reuniu todos os vereadores, e na ocasião, muita gente compareceu para assistir a reunião, inclusive alguns servidores e professores do município, e presenciaram o projeto de lei do executivo, 006/2018 que altera as alíquotas previdenciárias do (RPPS) FUNPREQ (Fundo de Previdência dos Servidores do Município de Quixaba), para equacionamento do déficit atuarial e da outras providências, que foi para votação.

Dos 9 vereadores, 4 votaram a favor: Lau, Marcelo do Capitão, Nena do Hospital e João Vianney. 3 votaram contra: Neudiran, Pezão e Tatiane de Jodilma, eleita no palanque oposto, Tatiane surpreendeu votando contra o projeto. Outro voto que foi uma surpresa para todos, foi do vereador Helenildo, que também foi eleito no palanque da situação, e se absteve do seu voto. De acordo com o projeto, a amortização do passivo atuarial é de R$ 50.442.689,44 (Cinquenta Milhões, Quatrocentos e Quarenta e Dois Mil, Seiscentos e Oitenta e Nove Reais e Quarenta e Quatro Centavos).

Nosso blog entrevistou o vereador Neudiram, e na opinião dele, esse projeto não vai ser aprovado, e que decepção poderá ser maior, pois se trata de um projeto complicado, pois tem que ser aprovado em dois turnos.


Ouça na integra a entrevista com o parlamentar.


Nosso blog também ouviu Dinalva, ela que é representante do SINDOPRO (Sindicato dos Professores Municipais de Pernambuco), e de acordo com ela, esse projeto que é de fundo de previdência, tem que ser discutido com os servidores, antes dele ir para a Câmara. Dinalva ainda falou que os servidores não sabem como realmente o fundo está sendo gerenciado, receita e despesa, pois precisa de mais conhecimento para aprovar o projeto.


Ouça na integra a entrevista:


O parlamentar Pezão, também falou ao blog e avaliou a votação, disse que querem aprovar o projeto de todo jeito, e que segundo ele está com vários erros, também deixou claro que está a favor do projeto, mais depois do parecer do Tribunal de Conas, e do Ministério Público.


Ouça na íntegra a entrevista com Antônio Julião:



Comentários

Anterior Proxima Página inicial