Apresentadora da BBC morre dias após postar que tinha pouco tempo de vida


Rachael Bland se despediu do público nas redes sociais e contou que estava montando um arquivo com memórias e conselhos para o filho de 2 anos

A apresentadora de rádio da BBC Rachael Bland morreu na manhã desta quarta-feira, aos 40 anos, quase dois anos após ser diagnosticada com câncer. Ao saber que teria poucos dias de vida, ela se despediu do público nas redes sociais e contou que estava "correndo contra o tempo" para fazer um arquivo com conselhos e memórias a Freddie, seu filho de 2 anos.

A locutora foi diagnosticada com câncer de mama em novembro de 2016. Em dezembro daquele ano, começou o tratamento de quimioterapia e, posteriormente, se submeteu a uma mastectomia.

Mas, menos de dois anos depois, foi informada de que o câncer tinha se espalhado e que não teria cura.

"Nas palavras do lendário Frank Sinatra, temo que o momento tenha chegado. E repentinamente", tuitou Bland, na segunda. "Me disseram que tenho dias (de vida). É muito surreal. Muito obrigada a todos pelo apoio que tenho recebido."

Em um comunicado, o marido dela, Steve Bland, descreveu Rachael como "perfeita em todos os sentidos".

"Ela era uma apresentadora incrivelmente talentosa, assim como uma maravilhosa e amada filha, irmã, tia, sobrinha, esposa e - o que era mais importante para ela - mãe do nosso pequeno e precioso Freddie", afirmou Steve.

Rachael Bland é apresentadora da BBC há mais de 15 anos

Comentários

Anterior Proxima Página inicial