Governo de Pernambuco investe mais de R$ 100 milhões para construir a maior estação de tratamento de esgoto do Estado


A maior estação de tratamento de esgoto de Pernambuco, a ETE Cabanga, situada no bairro do Cabanga, Zona Sul do Recife, está sendo ampliada e modernizada, com implantação de novas tecnologias. Nesta manhã (12), o governador Paulo Câmara, acompanhado do presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, foi conferir de perto o andamento dessa grande obra para a melhoria do esgotamento sanitário da cidade do Recife. A unidade, que será totalmente modernizada, passará a utilizar tecnologia de desinfecção por sistemas de ultravioleta, melhorando a qualidade dos efluentes tratados. O Governo do Estado e a Compesa investem  R$ 102 milhões na obra, recursos financiados junto à Caixa Econômica Federal/ FGTS, e a previsão é concluir todo projeto até setembro de 2019.

A ETE Cabanga tem capacidade de tratar mil litros de esgoto, por segundo, e atende a população residente em dez bairros da Zona Sul e no Centro do Recife: São José, Santo Antônio, Santo Amaro, Boa Vista, Bairro do Recife, Madalena, Torre, Pina e Boa Viagem. O empreendimento é  mais uma ação do Programa Cidade Saneada, a maior PPP (Parceria Público Privada) do Saneamento no Brasil, que busca elevar os índices de esgotamento sanitário  em 15 cidades na Região Metropolitana do Recife.

 A grande mudança que será executada na ETE Cabanga é a adequação da infraestrutura do sistema de tratamento da unidade, melhorando o grau de remoção dos poluentes. Para isso, a Compesa está implantando 20 novas estruturas dentro do terreno já existente na unidade - que apresenta uma área total de quase 50 mil metros quadrados - com estações elevatórias, decantadores, medidores, digestores de lodo e queimadores de gás. A obra ainda contempla a construção de uma casa de operação, laboratório, subestação e sala de painéis.

Os serviços na unidade iniciaram no final de junho de 2017 e estão a pleno vapor. Após a obra de requalificação, a ETE Cabanga terá condições de funcionar com 100% de sua capacidade e atender até meio milhão de pessoas. “A previsão é que a unidade passe a receber o esgoto do bairro de Boa Viagem e Setúbal, assim que forem concluídas, no segundo semestre de 2020, as obras de esgotamento sanitário dessas áreas, por meio do Programa Estruturador do Recife (Proest 1)”, informou o presidente  da Compesa, Roberto Tavares.  A ETE Cabanga passou a operar no ano de 1959.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial