Pernambucanos lotam Pátio do Carmo para confirmar apoio a Fernando Haddad



Estado escolhido para o último comício do presidenciável Fernando Haddad (PT) antes do segundo turno, Pernambuco - terra do ex-presidente Lula – mostrou, nesta quinta-feira (25), que a unidade do povo brasileiro em prol da democracia vai prevalecer no próximo domingo, dia 28. Um grande ato que contou com presença de lideranças políticas de diversos partidos atraiu, para o Pátio do Carmo, no Centro do Recife, milhares de pessoas que se uniram para levar o apoio a Haddad e a demonstrar a confiança na vitória. O governador Paulo Câmara e o prefeito Geraldo Julio representaram o PSB no encontro.

Durante o comício, Haddad falou sobre sua expectativa para a eleição do próximo domingo. Ele citou pesquisa de intenção de voto veiculada hoje, que já mostra uma redução de seis pontos percentuais na diferença entre o candidato da oposição e ele. O presidenciável destacou que, até o dia 28, é preciso manter o diálogo entre as famílias e amigos para garantir a vitória no segundo turno. Haddad ainda enfatizou, ainda, a importância da união de tantas lideranças em favor da sua candidatura. “Estou aqui recebendo apoio de todas as lideranças do Estado que sabem o risco que o Brasil está correndo. Agora é hora de unidade, de união. A gente, quando tem ameaça, começa a se unir para combater o adversário. Estou com Paulo, com Geraldo, em memória de Arraes, estou com João (Campos), com Silvio Costa, com Humberto Costa. Estou com todos na mesma trincheira. A trincheira da democracia, dos direitos”, afirmou.

O candidato destacou que o Brasil está vivendo um momento delicado no cenário político e que parte da população está sendo enganada por um postulante que não tem histórico e nem serviços mostrados ao povo brasileiro. “Entre um livro de um ministro da Educação e a arma de um soldado de araque, (o povo) vai ficar com a educação, com o trabalho, com a dignidade e com respeito às pessoas”, destacou Haddad.

Vice-presidente nacional do PSB, o governador Paulo Câmara enfatizou que Pernambuco, assim como no primeiro turno, dará uma bonita vitória ao presidenciável. O socialista também frisou que esta é uma das eleições mais importantes dos últimos 30 anos. “Vamos escolher entre a democracia e o autoritarismo. Vamos escolher entre a verdade e a mentira, entre o amor e o ódio. O presidente Lula lhe deu a maior missão da sua vida e você está cumprindo ela com dedicação, trabalho e espírito público, com a verdade e, acima de tudo, falando o que o povo quer ouvir: que você vai continuar o trabalho que o presidente Lula fez no Brasil. A gente vai vencer mais uma vez o medo, a intolerância e aqueles que não querem trabalhar pelo povo. A gente vai vencer o ódio e vamos fazer o Brasil voltar a ser feliz de novo”, declarou o líder socialista.

O prefeito do Recife, Geraldo Julio, pontuou que no próximo dia 28 a população brasileira vai decidir pela manutenção da maior conquista dos últimos anos: a democracia. “Neste domingo, o povo brasileiro vai mostrar que, com democracia, vai, mais uma vez, botar em Brasília um governo popular, um governo que cuida em enfrentar as desigualdades, que cuida dos nordestinos, que cuida do povo mais pobre e bota conquistas para o jovem brasileiro. Vamos comemorar juntos porque eu sei que o povo brasileiro vai saber escolher e, com certeza, vai dar a vitória a Fernando Haddad presidente”, disse Geraldo.

Presidente nacional do PCdoB, a vice-governadora eleita Luciana Santos destacou a altivez de Pernambuco em momentos importantes da história política brasileira e pontuou que, mais uma vez, o pernambucano vai demonstrar resistência. “Vamos mostrar ao ditador, ao que quer pregar o passado, que votou pela reforma trabalhista, que representa o que há de pior, que ‘Ele não!’”, disse. Já o senador reeleito Humberto Costa frisou que o Nordeste será a barreira contra o fascismo representado por Bolsonaro. “Aqui vamos dar conta. Ele pode querer passar o rolo compressor em qualquer lugar, mas aqui não. Estamos a três dias da eleição e estou sentido o cheiro que senti em 2002, em 2006, em 2010 e 2014, que é o cheiro da maior vitória eleitoral que vamos dar a Haddad”, declarou.

Representantes do PSol, Dani Portela, da Rede, Roberto Leandro, e do Avante, Silvio Costa, também discursaram no evento em favor da candidatura de Haddad. O ato ainda contou com depoimentos dos estudantes Manuela e Rafael, que falaram sobre a inclusão dos que mais precisam nas universidades durante os governos do PT.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial