Pernambuco reduz em 30,38% número de roubos em setembro de 2018


Aumento do número de policiais em Pernambuco contribuiu para redução dos índices de criminalidade em PE, diz governo — Foto: Bruno Lafaiete/TV Globo

Em setembro deste ano, Pernambuco registrou 6.695 Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs). O número, divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) nesta quinta-feira (11), o número representa uma média diária de 223,1 ocorrências desse tipo, que incluem desde roubos de veículos, cargas, celulares até assaltos a ônibus no estado. Foi o que informou o G1.

De acordo com o governo de Pernambuco, os dados de setembro representam uma redução de 30,38% desse tipo de crime no estado em comparação com o mesmo mês de 2017, quando foram registradas 9.617 queixas de roubos, e equivalem ao índice mais baixo dos últimos 41 meses, ou seja, desde abril de 2015. A SDS também destaca que setembro deste ano é o 13º mês consecutivo de diminuição de investidas criminosas no estado.

A redução dos casos de roubos foi verificada em todas as regiões do estado em setembro de 2018. No Agreste, a queda foi de 45,48%, com o número de ocorrências desse tipo diminuindo de 1.904 para 1.038 no comparativo com o mesmo mês de 2017. Na Região Metropolitana do Recife, com exceção da capital pernambucana, o total de queixas de roubo caiu de 3.218 para 2.289, uma diminuição de 28,82%.

Os casos no Sertão reduziram 25,3%, saindo de 502 para 375, enquanto na Zona da Mata a queda foi de 14,56%, pois foi registrada uma diminuição de 1.058 casos para 904. Considerando apenas o Recife, o percentual de queda foi de 28,87%, com as queixas de roubos diminuindo de 3.218 para 2.289.

Segundo a pasta, o acumulado de janeiro a setembro de 2018 mostra uma queda de 23,73% nos assaltos ocorridos em Pernambuco. Houve, no estado, 95.062 roubos registrados nesse mesmo período de 2017 e 72.500 casos nos nove primeiros meses deste ano.

Ônibus e bancos

Pernambuco teve o registro de 44 assaltos a ônibus em setembro deste ano, o que equivale a uma redução de 41% em comparação com os 75 casos contabilizados no referido mês em 2017. Segundo a SDS, essa redução representa o menor número de investidas criminosas contra o transporte coletivo em uma série histórica de 46 meses, ou seja, desde outubro de 2014.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial