PRF publica edital de concurso com 500 vagas; saiba como se inscrever


Considerado um dos concursos mais aguardos deste ano, o certame da Polícia Rodoviária Federal (PRF) 2018 publicou edital de inscrições, nesta quarta-feira (28), com a abertura de 500 vagas para todas as regiões do País. Apesar de não ter cargos em Pernambuco, o documento prevê ocupações para os Estados da Bahia, Maranhão e Piauí para policial rodoviário federal.

O edital traz como exigências ensino superior completo em qualquer ramo e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) B, na faixa etária dos 18 a 65 anos. A remuneração inicial é de R$ 9.931,57 e conta com a adição de R$ 458,00 no vale refeição. Em 2019, o valor vai passar para R$ 10.337,88.

Nesta edição, o concurso vai ficar sob a responsabilidade do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cebraspe), repetindo a parceria da seleção em 2013. As inscrições podem ser feitas a partir do dia 03 de dezembro e se encerram no dia 18 do mesmo mês, no site http://www.cespe.unb.br/concursos/pf_18. A inscrição custa R$ 150, mas durante todo o prazo, os candidatos que são identificados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), de baixa renda ou doador de medula óssea podem solicitar isenção.

As vagas são destinadas aos Estados do Acre, com 17 vagas , Amapá, 28, Amazonas, 23, Bahia, 17, Goiás, 27, Maranhão, 18, Mato Grosso, 9, Mato Grosso do Sul, 35, Minas Gerais, 57, Pará, 81, Piauí, 22, Rio de Janeiro, 10, Rio Grande do Sul, 74, Rondônia, 15, Roraima, 15, São Paulo, 19, Tocantins, 25. No ato da inscrição, o interessado deve escolher onde quer ser alocado, indicando se concorre na ampla concorrência, na cota para negros ou deficientes – quando há a comprovação do direito a cotas.

O processo seletivo vai contar com sete etapas. A primeira delas vai ser composta por provas objetivas e discursivas, com 120 questões e uma redação de até 30 linhas. Os candidatos terão 4 horas e 30 minutos para respondê-las. Serão cobrados três blocos na avaliação. Eles correspondem a questões que envolvem conhecimentos da língua portuguesa, história da corporação, direitos humanos e cidadania. As provas serão aplicadas no dia 03 de fevereiro de 2019, com a divulgação de horário e locais de provas no dia 30 de janeiro.

Depois da primeira etapa, os processos serão dividos em exame de aptidão física, avaliação da saúde, avaliação psicológica, avaliação de títulos, investigação social e curso de formação. Depois do processo seletivo, os policiais rodoviários vão atuar, no mínimo, por 3 anos na federação que escolheu no edital. A carga horária de trabalho é equivalente a 40 horas semanais. (Jc NE10)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial