Na prorrogação, River Plate vence o Boca Juniors e conquista o título da Libertadores



Depois de muitas indefinições, finalmente a grande final da Taça Libertadores da América aconteceu. No estádio Santiago Bernabéu, na Espanha, o River Plate venceu o Boca Juniors por 3x1, na prorrogação, e conquistou o título continental. Depois de empatarem em 1x1 no tempo regulamentar, o River Plate dominou a prorrogação e marcou dois gols com Quintero e Pity Martínez.

No primeiro jogo da decisão, Boca Juniors e River Plate empataram em 2x2, na Bombonera, e o novo empate levou a finalíssima para o tempo extra. No estádio do Real Madrid, a final da Libertadores reuniu grandes jogadores do futebol mundial, como Lionel Messi, Griezmann e Godín.

FICHA DO JOGO
(3) River Plate: Armani, Montiel (Mayada), Maidana, Pinola, Casco, Ponzio (Quintero), Enzo Pérez, Palacios (Álvarez), Fernández (Zuculini), Pity Martínez e Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Gallardo

(1) Boca Juniors: Andrada, Buffarini (Tévez), Izquierdoz, Magallán, Olaza, Barrios, Nández, Pablo Pérez, Pavón, Benedetto (Ábila) e Villa (Jara). Técnico: Guillermo Schelotto

Local: Santiago Bernabéu (Espanha). Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai). Assistentes: Nicolas Taran (Uruguai) e Mauricio Espinosa (Uruguai). Gols: Benedetto, aos 44 min do 1ºT, e Lucas Pratto, aos 22 min do 2ºT, Quintero, aos três min do 2ºT da prorrogação, e Pity Martínez, aos 16 min do 2ºT da prorrogação. Cartões amarelos: Ponzio, Ignacio Fernández, Maidana (River Plate); Pablo Pérez, Barrios e Tévez (Boca Juniors); Cartão Vermelho: Barrios (Boca Juniors)


Fernando Castro
Twitter: @fernand0_castro

Comentários

Anterior Proxima Página inicial