Estudo de Harvard mostra que adoçante não emagrece nem melhora a saúde


Uma nova pesquisa realizada por cientistas da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e publicada no periódico BMJ analisou mais de 50 estudos sobre adoçantes e revelou que esses produtos na verdade não ajudam a emagrecer e não trazem benefícios da saúde. A informação do Viva Bem.

A equipe de pesquisadores investigou uma série de parâmetros, incluindo saúde bucal, doenças renais e cardiovasculares, câncer, níveis de açúcar no sangue, comportamento, humor, peso e índice de massa corporal (IMC) em adultos e crianças que consumiam ou não adoçantes.

A conclusão é que não há diferenças significativas entre pessoas que consumiram adoçantes sem açúcar e aqueles que não consumiram, tanto em benefícios quanto em malefícios. Há uma crescente preocupação na comunidade médica de que os adoçantes poderiam causar malefícios como o surgimento de cáries, e pré-diabetes.

Porém, os cientistas destacam que os adoçantes precisam ser analisados com mais profundidade. "Estudos de longo prazo são necessários para avaliar os efeitos sobre o sobrepeso e a obesidade, o risco de diabetes, doenças cardiovasculares e doenças renais", escrevem os autores.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial