Integrantes do futuro governo alertam Bolsonaro sobre mudança de embaixada em Israel, diz fonte


Da Reuters, no Rio de Janeiro

Integrantes do futuro governo estão alertando ao presidente eleito Jair Bolsonaro sobre o risco que representará ao país a possível mudança da sede da embaixada do Brasil em Israel, disse à Reuters uma fonte em condição de sigilo.Segundo a fonte, a transferência da sede de Tel Aviv para Jerusalém poderia trazer consequências ao país, especialmente no campo comercial.

O Brasil é o maior exportador mundial de carnes para países árabes, que são contra a posição de reconhecer Jerusalém como território exclusivamente israelense.

Alguns países da chamada liga Árabe alertaram que uma mudança poderia abalar o comércio entre Brasil e suas nações e as exportações brasileiras poderiam ficar comprometidas.

"Jair Bolsonaro tem sido alertado sobre a importância dos países árabes para o setor agrícola brasileiro", disse à Reuters a fonte, na condição de anonimato. "São bilhões por ano."

O setor agropecuário foi um dos principais apoios obtidos por Bolsonaro durante a sua campanha presidencial e a bancada no congresso será fundamental para a aprovação de reformas estruturais previstas pelo futuro governo.
A fonte destacou, no entanto, que Bolsonaro quer fazer um gesto de "agrado" a Israel como forma de aproximação estratégia com o país alinhado com os Estados Unidos.

"Ele (Bolsonaro) gostaria de se aproximar de Israel, que tem a sua admiração, através desse gesto diplomático", frisou a fonte.

O premier de Israel Benjamin Netanyahu está no Brasil desde a semana passada e na sexta-feira passada se encontrou com Bolsonaro. Ele também vai à posse do presidente eleito na capital federal na terça-feira.

No fim de semana, Netanyahu, disse que Bolsonaro lhe confessou o desejo de transferir a embaixada em Israel e que a questão era quando isso irá ocorrer e não se ela vai acontecer.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial