Trump pode ser alvo de um processo de impeachment?



Especulações de que o presidente dos Estados UnidosDonald Trump, poderia ser alvo de um processo de impeachment voltaram à tona.

A hipótese ressurgiu diante das acusações de que, em meio à campanha eleitoral, ele teria comprado o silêncio de mulheres com quem supostamente tivera casos extraconjugais.

A denúncia foi feita por Michael Cohen, ex-advogado de Trump, que se declarou culpado a um tribunal de Nova York por ter violado a lei eleitoral nas últimas eleições americanas. Ele contou que, por ordens do então candidato republicano, fez pagamentos a duas mulheres para que elas não viessem a público dizer que tiveram relações sexuais com ele.

Além disso, Paul Manafort, ex-coordenador de campanha de Trump, foi considerado culpado de fraude fiscal e bancária por uma corte da Virgínia, no âmbito das investigações sobre a suposta influência da Rússia nas eleições americanas de 2016. As violações teriam ocorrido, no entanto, antes dele ser contratado pelo então candidato republicano.

De acordo com especialistas, a única maneira de Trump ser afastado do cargo é por meio da abertura de um processo de impeachment. 

Mas como isso seria possível?

O que é impeachment

Neste contexto, impeachment significa levar as acusações contra Trump para o Congresso, que conduziria um julgamento.

A Constituição americana diz que um presidente pode ser retirado do cargo por "traição, suborno ou outros crimes graves e contravenções".

O processo de impeachment começa na Câmara de Representantes - e precisa de maioria simples dos votos dos deputados para ser aberto.

Já o julgamento é realizado no Senado. Para destituir o presidente do cargo, pelo menos dois terços dos senadores precisam votar pela condenação. E esse marco nunca foi alcançado na história dos EUA.

Quem já sofreu impeachment?

Até hoje, apenas dois presidentes foram alvo de processo de impeachment. E nenhum dos casos terminou em condenação.

No mais recente, Bill Clinton - o 42º presidente americano - foi acusado pelos crimes de perjúrio e obstrução à justiça, após mentir sobre a natureza de seu caso com a ex-estagiária da Casa Branca Monica Lewinsky. (BBC News)


Comentários

Anterior Proxima Página inicial