Afogados visita o Central em Caruaru na briga pelas primeiras posições na classificação


Central e Afogados se enfrentam no domingo, em Caruaru, às 16h. As equipes estão na parte de cima da classificação e brigam para manter o bom rendimento no Campeonato Pernambucano.

De um lado, o Central vem de uma eliminação na Copa do Brasil para o Ceará. O jogo foi desgastante para o time, que apesar de não conseguir a vaga, saiu com a moral alta com a torcida. A Patativa segue 100% no Estadual e tem um jogo a menos. Do outro lado, a Coruja quer vencer para se consolidar na parte de cima da tabela. A equipe tem apenas uma derrota em quatro jogos e vem de um empate com o Salgueiro, após estar perdendo em casa por 2 a 0.

A partida será transmitida pela CBN Caruaru e em tempo real pelo GloboEsporte.com.


Central - Técnico: Estevam Soares

O Alvinegro não vai poder contar o volante Eduardo Erê, que está suspenso pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). O atleta foi julgado pela expulsão na semifinal da Série A2 do Estadual em 2018, quando defendia o Decisão. Erê pegou três jogos de suspensão, mas já cumpriu um.

Renan Teixeira pode ser a escolha para assumir a vaga. Estevam pode utilizar os atacantes Marlon (que jogou contra o Ceará) e Bruno Cantanhede, que conseguiu regularização e teve o nome publicado no BID.

O Central deve entrar em campo com: Jeferson; Dudu Gago, Xandão, Bruno Oliveira e Daniel; Fernando Pires, Renan Teixeira, Paulinho Mossoró e Murilo Rangel; Giovani Rosa e Leandro Costa.


Afogados - Técnico: Pedro Manta

A Coruja pode passar o Central caso vença a partida. Pedro Manta deve manter a mesma equipe que empatou com o Salgueiro em 2 a 2.

A equipe segue sem poder contar com o zagueiro Márcio, que se recupera de lesão. Além dele, Manta ganhou o desfalque do lateral esquerdo David, que se recupera de uma virose. O meia Léo Cotia também é dúvida para o jogo por conta de uma lesão no tornozelo.

O Afogados deve entrar em campo com: Danilo; Jader, Oséas, Gustavo e Thalison; Douglas Bomba, Madson, Elvis e Rodrigo; Candinho e Diego Ceará. (G1)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial