Aumento de notificações de dengue em Afogados da Ingazeira chama atenção neste 2019


A Secretaria Estadual de Saúde (SES) está empenhada no combate ao mosquito Aedes aegypti e, consequentemente, na tentativa de evitar o adoecimento das doenças transmitidas pelo inseto.

Em Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú, onde está a sede da X Geres, chama a atenção o aumento das notificações de dengue. Em 2018, foram 8 casos suspeitos, enquanto em 2019 já são 26, ou seja, um aumento de 225%. Ainda não há notificações para chikungunya e zika. O levantamento é relativo ao período até 02.02.19, comparando com a mesma época do ano passado. “É importante este alerta para que os profissionais fiquem atentos aos possíveis casos, para tratá-los e também notificar. Só por meio das notificações podemos fazer a análise técnica para atuar quando necessário”, frisa Claudenice Pontes.

MOSQUITO – Em relação a análise da presença de larvas nos imóveis (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti – LIRAa), na VII Geres, Cedro está em risco de surto, ou seja, com alta probabilidade de adoecimento da população. Já na X Geres, Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba e Tabira também estão em risco de surto.

DADOS – Até o dia 2.02, foram notificados 855 casos de dengue no Estado, uma redução de 39,1% em relação ao mesmo período de 2018. De chikungunya foram 129 notificações (- 56,7%) e 45 de zika (- 25%).

AÇÃO – O Plano de Enfrentamento às Arboviroses 2019 foi lançado em janeiro. Ao todo, cerca de R$ 8 milhões serão investidos pelo Governo de Pernambuco nas ações contra o Aedes aegypti. No ano passado, foram despedido R$ 3,7 milhões no combate às arboviroses.


Entre as novidades, a distribuição de 300 mil gibis da Turma da Mônica para as escolas da rede estadual. O material, produzido pela editora Maurício de Souza com o apoio da SES, traz, de forma lúdica e de fácil compreensão para crianças e jovens, informações sobre como identificar sintomas das arboviroses e, principalmente, como evitar o nascimento e a proliferação do inseto. (Secretaria Estadual de Saúde)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial