Míriam Leitão dá a péssima notícia: reforma da Previdência, que Mauro Mendes apoia, vai penalizar professores e policiais civis e militares


Veja trecho do artigo desta quarta-feira da comentarista de Economia Míriam Leitão:

“O governo dirá aos governadores que a grande ajuda que ele poderá dar é a própria reforma. Isso porque o principal problema deles é o gasto com pessoal e inativos. A reforma pega as carreiras que mais pesam nas contas estaduais: professores, policial civil e militar. E quando for aprovada passará a valer imediatamente para os estados também. A reunião com Paulo Guedes será nesta manhã.

A PEC vai permitir aos estados cobrar acima de 14% de contribuição previdenciária e até o estabelecimento de alíquotas progressivas. A propósito: isso certamente vai acabar na Justiça.” (Caldeirão Político)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial