ONU poderá determinar libertação de Lula em março


O Comitê de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) poderá sentenciar em março pela condenação do governo brasileiro e pela libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na última quinta-feira (21), os advogados de defesa do ex-presidente protocolaram junto ao organismo internacional a última manifestação antes do julgamento na corte formada por 11 juízes de nacionalidades diferentes.

Dentre os argumentes da defesa estão a de que o ex-juiz Sérgio Moro ao aceitar o cargo de ministro da Justiça no governo Jair Bolsonaro demonstrou que não tinha isenção para condenar Lula.

A provável sentença por Lula Livre, em março, dar-se-á antes do exame no Supremo Tribunal Federal (STF) da prisão em segunda instância, no mês de abril, e do anunciado “Abril Vermelho” planejado pelo PT.

Também não é de somenos a oficialização da indicação de Lula para o Prêmio Nobel da Paz, mais de 600 mil apoios, cujo resultado sairá em agosto.

O ex-presidente Lula é mantido preso político há 323 dias na Polícia Federal de Curitiba. Ele cumpre pena antecipada de 9 anos e seis meses, no caso tríplex, mesmo sem prova concreta do suposto crime. Esta manobra o tirou da disputa presidencial, em 2018, e facilitou a vitória de Jair Bolsonaro.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial