Sindicatos intensificam mobilização em defesa da aposentadoria ameaçada por Bolsonaro


As centrais sindicais, confederações e sindicatos intensificam os preparativos para o Dia Nacional de Luta e Paralisações contra a PEC 06/2019, que altera as regras da Previdência Social, e abre caminho para a privatização do sistema previdenciária com a instituição do regime de capitalização. As manifestações ocorrerão em todo país na próxima sexta, 22.

Atos públicos, passeatas e protestos vão acontecer em todo o país, segundo os organizadores. Em São Paulo, o ato acontece em frente ao MASP, na Avenida Paulista, às 17h.

No Rio de Janeiro, a concentração está marcada para às 16h, na Candelária. Depois segue em caminhada até a Central do Brasil.

Segundo as Centrais, as manifestações “são um esquenta para a greve geral que os trabalhadores vão fazer se Bolsonaro insistir em aprovar essa reforma perversa”.

“Nossa luta é por uma Previdência Social pública, universal, com valorização real, sem privilégios e que amplie a proteção social para quem mais precisa deste sistema!”, diz o documento assinado pela CUT, Força Sindical, CTB, CSP-Conlutas, CGTB, CSB, NCST, e Intersindical.

*Com informações dos sites das centrais sindicais

Comentários

Anterior Proxima Página inicial