CCJ adia votação da PEC da Previdência para depois da Páscoa


Em nova derrota do governo Bolsonaro, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara adiou a votação do parecer da PEC da Previdência para semana que vem. Relator deve fazer mudanças.

O desejo dos governistas na CCJ era votar o parecer nesta quarta. O presidente da Comissão, Felipe Francischini (PSL-PR) atendeu um pedido do relator, deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), e adiou a votação.

Após o encerramento da reunião da CCJ, o relator disse que “um ou outro ponto” da reforma poderá ser suprimido, mas que trabalhará para que não haja uma “desidratação” do texto.

Freitas negou que o adiamento da votação e eventuais alterações representem uma derrota para o governo. Mas está claro que a CCJ poderia implodir a PEC.

Com informações do G1.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial