Google, LinkedIn, Twitter e Amazon juntos em iniciativa gratuita voltada para jornalistas


Estão abertas as inscrições para participar da Jornada Galápagos de Jornalismo. Trata-se de um curso gratuito (inclui deslocamento e hospedagem) para universitários ou profissionais formados em qualquer área. Basta ter talento para produzir conteúdo jornalístico em plataformas digitais (podcasts, vídeos e textos). O curso será oferecido pela nova empresa de mídia da jornalista Alecsandra Zapparoli, ex-publisher da Editora Abril.

Realizado em parceria com as maiores empresas de tecnologia, profissionais consagrados e novos nomes da comunicação, o treinamento é a primeira iniciativa da Galápagos Newsmaking. Recém-criada, a empresa de mídia digital da ex-publisher da Editora Abril Alecsandra Zapparoli, busca fomentar a regionalização e a diversidade de profissionais e temas na produção de conteúdo.

O treinamento vai acontecer em São Paulo entre os dias 21 de julho e 01 de agosto, realizado em parceria inédita entre as maiores empresas de tecnologia do mundo. Google News Lab, Twitter, AmazonKindle, LinkedIn, entre outros, toparam compartilhar seu know-how em oficinas, debates e palestras em suas sedes na capital paulista.

Também apoiam a iniciativa Ricardo Sales, do Mais Diversidade, e a empresa 2GetAmrop, rede global de busca de talentos, referência na área em disseminar a importância da diversidade no ambiente corporativo.

A curadora responsável pela Jornada Galápagos de Jornalismo é a jornalista, escritora e repórter especial Giuliana Bergamo. Ela atuará com o jovem talento do jornalismo Felipe Germano, que deixou a Superinteressante após três anos.

Processo seletivo

As inscrições devem ser feitas pelo site do curso:
www.galapagosnewsmaking.com.br. A seleção ocorre em duas etapas. Na primeira, serão escolhidas 200 pessoas espalhadas por todo o território nacional que devem ser entrevistadas ao vivo preferencialmente em suas localidades de origem. Desta segunda rodada, sairão 30 nomes eleitos para ir a São Paulo participar do evento presencialmente. Os outros 170 também terão acesso ao material do curso via vídeo.

Ao todo, são 80 horas de evento ao longo das quais serão abordados temas como transparência na produção, justiça e liberdade de imprensa, a importância e o custo do furo, entre outros. (Mundo Bit)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial