Mais de 1 milhão nas ruas contra Bolsonaro e os cortes na Educação

Foto Internet
Os primeiros balanços consolidados da Greve da Educação desta quarta-feira (15) apontam que todos os estados e o Distrito Federal registraram manifestações contra Bolsonaro e o bloqueio de recursos para a educação. Houve atos em mais de 170 cidades, e mais de 1 milhão de pessoas foram às ruas.

O presidente reagiu da pior forma possível. Foi para os Estados Unidos em uma agenda esvaziada e, de lá, faltou com o respeito para com os manifestantes:

“A maioria ali é militante. Não tem nada na cabeça. Se perguntar 7 x 8 não sabe. Se perguntar a fórmula da água, não sabe. Não sabe nada. São uns idiotas úteis, uns imbecis que estão sendo utilizados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo de muitas universidades federais do Brasil.” Disse.

Enquanto isso, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, era fritado e comido com farinha no Congresso.

Há quem diga que é o começo do fim. Uma nova jornada de manifestações dos estudantes já está marcada para o dia 30 de maio. (Blog do Esmael)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial