Mais venezuelanos chegam no Recife


Um grupo de venezuelanos desembarcou na Base Aérea do Recife, nessa quinta-feira (09/05), por volta das 18h. Os imigrantes vieram de Pacaraima-RR e ficarão instalados em casas já alugadas pelo Cáritas, distribuídas entre os bairros da Boa Vista, Encruzilhada e Campo Grande. A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio da Executiva de Assistência Social (SEASS), acompanha o atendimento das demandas apresentadas pelo público, realiza as articulações com órgãos estaduais para garantia dos direitos e tem participação no Comitê Interinstitucional para Migrantes, Refugiados e Apátridas.. 

Ao todo são 14 pessoas, sendo sete famílias e 12 são adultos. Desses, quatro são do gênero feminino e 10 do gênero masculino, dos quais dois são crianças. Parte do grupo são solicitantes de refúgio e a outra metade são de residência temporária. Em Pernambuco, agora são 87 venezuelanos no Recife, 112 em Igarassu e 31 em Carpina, num total de 230 imigrantes.



A partir da instalação dos imigrantes, a instituição, juntamente o poder público local, vai identificar as principais necessidades e articular ações básicas, como atendimento de saúde, inclusão em escolas para as crianças em idade escolar, estratégias de qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho. Todos chegam a Pernambuco com o CPF e carteira de trabalho.

"O grupo chega para substituir famílias que já conquistaram autonomia, como é o caso de 29 imigrantes que saíram das residências dos Cáritas para outro local de própria escolha. A chegada de mais venezuelanos ao Recife ocorre por conta disponibilidade de vagas no acolhimento", explica o secretário executivo de Assistência Social (SEASS), Joelson Rodrigues. A vinda dos venezuelanos para Pernambuco faz parte do Plano de Interiorização do Governo Brasileiro, organizado pelo Comitê Nacional para Refugiados e operacionalizado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), que desde o início do ano passado tratam do fluxo migratório desses estrangeiros. Por ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Jumariana Oliveira.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial