As ruas deram um duro recado ao governo Bolsonaro, diz Humberto sobre a greve geral


Ao lado de uma multidão, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), participou nessa sexta-feira (14), da Greve Geral, no Recife. O ato reuniu cerca de 50 mil pessoas, segundo a organização, e ocupou as ruas do Centro da cidade. A principal pauta dos manifestantes foi a rejeição da proposta de Reforma da Previdência, que está sendo analisada no Congresso Nacional. Segundo o parlamentar, o protesto, que paralisou o transporte público em diversas cidades e mobilizou a população de mais de 360 cidades no país, foi um dos maiores já vistos nos últimos anos. 

"As ruas têm dado um duro e claro recado ao governo: não aceitam essa proposta de reforma que faz com que os mais pobres paguem a conta. O Brasil quer emprego, saúde, educação, quer desenvolvimento. Mas, infelizmente, essa não é a pauta desse governo, que parece não ter descido do palanque da eleição. O governo vive procurando inimigos ocultos, enquanto a população é deixada à míngua", afirmou o senador.

Segundo Humberto, ainda não há um entendimento no Congresso sobre a Reforma da Previdência nem mesmo entre os aliados do governo. "Não há unidade no governo, nem no Congresso para a votação dessa reforma e essa mobilização sem dúvida vai influenciar no voto de cada parlamentar", avalia. 

As manifestações aconteceram em todos os estados da Federação e no Distrito Federal. O evento foi organizado por centrais sindicais e movimentos populares. Em alguns locais, manifestantes realizaram bloqueio de vias e estradas. Metroviários, ferroviários, motoristas de ônibus, professores e diversas outras categorias aderiram à paralisação. 

Comentários

Anterior Proxima Página inicial