Influenza: PE atinge meta para vacinação de crianças


Na contramão do Brasil, que está com um percentual de vacinação de influenza para crianças em 76%, Pernambuco conseguiu alcançar, nesta segunda (03.06), os 90% de meninos e meninas pernambucanos inclusos na estratégia. Isso significa 677.742 crianças imunizadas, de um total de 752.560. No país, apenas Amapá (99,66%), Amazonas (96,50%) e Rondônia (92%) atingiram a meta mínima para essa população.

“Em 2018, o grupo das crianças foi o único a não atingir a meta mínima de vacinação contra a influenza, o que conseguimos reverter em 2019. Essa notícia nos deixa muito esperançosos, já que o que se observa no Brasil é uma diminuição no número de crianças imunizadas. Mas, aqui em Pernambuco, graças aos esforços do Governo Paulo Câmara e as ações das equipes municipais e estadual, estamos conseguindo reverter essa tendência e proteger essa população”, reforça o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O secretário ainda afirma que os pais e responsáveis por crianças entre 6 meses e menores de 6 anos não imunizadas ainda têm até o próximo dia 14 de junho para procurar os postos de saúde. “A maioria dos casos de síndrome respiratória aguda grave neste ano foi em crianças, por isso nossa preocupação de ampliar ainda mais a vacinação nesse público. Os pais precisam estar cientes que o serviço público de saúde oferta, gratuitamente, uma vacina segura e eficaz para prevenir os casos graves de gripe e até mesmo mortes”, destaca André Longo.

Até a tarde desta segunda-feira (03.06), foram vacinados 2.521.549 (95,34%) pernambucanos contra a influenza. Os grupos de policiais (civis, militares e bombeiros) e membros ativos das Forças Armadas (61,41%) e privados de liberdade e jovens sob medida socioeducativa (86,80%) ainda não atingiram meta. Todos os outros alcançaram o mínimo de 90%: preconizado: crianças (90,06%), gestantes (96,81%), trabalhadores de saúde (102,32%), puérperas (117,26%), indígenas (98,57%), idosos (96,82%), professores (105,55%), pacientes com comorbidades (97,04%).

Comentários

Anterior Proxima Página inicial