Mortes por dengue chegam a quase 300 no Brasil, o triplo do mesmo período de 2018


O número de mortes por dengue no Brasil é quase três vezes maior neste ano em relação ao mesmo momento de 2018. De acordo com o boletim do Ministério da Saúde datado de 5 de junho, as mortes por dengue confirmadas até 27 de maio eram 295. No mesmo momento do ano passado, o país havia registrado 99 mortes pela doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

São Paulo e Minas Gerais são os estados mais afetados: juntos, somam 68,3% dos casos prováveis da doença no país, ou seja, casos ainda não confirmados em laboratório.

De acordo com o boletim da semana epidemiológica 21, o estado de São Paulo teve mais de 320 mil casos prováveis de dengue até o fim de maio de 2019 - enquanto neste momento do ano passado eram pouco menos de 9 mil.

Já Minas Gerais registrou mais de 322 mil casos no mesmo período deste ano, ante 20,2 mil até o fim de maio de 2018.

Em todo o Brasil, o número de casos prováveis de dengue é cinco vezes maior do que no mesmo período do ano anterior, num total de 965,04 mil.

Proporcionalmente, outros estados viram a doença se expandir de forma significativa. O Paraná registrou um salto de quase 4.000% nos casos prováveis, para 37 mil. Também em Tocantins, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Roraima e no Distrito Federal o número de casos prováveis aumentou mais de 1.000%.

Os gráficos das estimativas do ministério, entretanto, indicam que a incidência das doenças causadas pelo Aedes aegypti deve começar a cair ao longo deste ano. (G1)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial