Fiscalização encontra 30 crianças morando no lixão de Floresta


Trinta crianças foram encontradas em situação insalubre em um lixão no município de Floresta, no Sertão pernambucano. Os menores estavam em um grupo com 50 pessoas. A situação foi revelada pela Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), um programa vinculado ao Ministério Público.

Entre outros tipos de fiscalizações, o FPI atua verificando o saneamento de lixões em municípios do Nordeste. Um dos coordenadores da FPI, Maciel Oliveira, conta que embora as equipes sejam acostumadas a fiscalizar lixões, a situação encontrada no município de Floresta, era diferente de tudo que a equipe já havia presenciado. “Esse lixão nos chamou muito a atenção por conta das famílias que ali moram. Tem pessoas que moram ali há 19 anos”, disse.

Operada, criança vivia no lixão

Entre as crianças, um caso em especial chamou a atenção da equipe: uma garota de 12 anos, recém-operada do coração. O coordenador da FPI, Maciel Oliveira relata o momento em que conheceu a menina. “Estava vivendo nessas condições totalmente insalubres, desumanas, uma situação deplorável que nenhum ser humano pode viver”, lamentou.

A criança foi retirada do lixão e encaminhada para o hospital municipal de Floresta.

A fiscalização preventiva integrada pretende retirar do lixão, as 50 pessoas encontradas. No momento, as vítimas precisam de doações de roupas, material de higiene pessoal e limpeza. Os interessados em contribuir com a causa podem ligar para (031) 98238-5873 e falar com Maciel Oliveira.

Fonte: Rádio Jornal

Comentários

Anterior Proxima Página inicial