Juízes devem seguir exemplo de Jesus e não negociar a verdade, diz papa


Em meio a denúncias de parcialidade contra o ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro, o papa Francisco divulgou hoje em suas redes sociais vídeo no qual diz que “os juízes devem seguir o exemplo de Jesus, que nunca negocia a verdade”.

A peça simula um julgamento no qual um advogado parece acusar um homem de ter propriedade num resort. Em sua defesa, a suposta vítima rebate a acusação exibindo a foto de um imóvel mais simples. O magistrado, então, decide em favor do acusado.

No vídeo, o sumo pontífice pede que “rezemos para que todos aqueles que administram a Justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra”.

O papa afirma ainda que a independência dos magistrados “deve ajudá-los a serem isentos de favoritismo e de pressões que possam contaminar as decisões que devem tomar”.

Desde o início de junho, o site The Intercept Brasil publica reportagens que expõem diálogos atribuídos a Moro e ao coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol.

Hoje ministro da Justiça, Moro negou a autenticidade das mensagens, que mostram que o então juiz orientou procuradores em suas estratégias no processo do ex-presidente Lula, condenado no caso do triplex de Guarujá (SP).

Fonte: O Povo

Comentários

Anterior Proxima Página inicial