Com Bolsonaro, país empobreceu e ficou mais desigual, diz Humberto


Tendo como base levantamento divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), fez críticas à condução política e econômica do governo Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o senador, o presidente segue ignorando problemas urgentes do Brasil, como o desemprego e o aumento da pobreza, e se perde com polêmicas e escândalos de corrupção envolvendo a sua própria família e seu entorno. 

Segundo o levantamento do Ipea, no segundo trimestre de 2019, o número de domicílios do País que não possuía renda do trabalho chegou a 22,4%. Em 2014, essa fatia era de 19%. Os dados também apontam um empobrecimento da população. Mais da metade dos lares brasileiros é composta pela população de renda muito baixa ou simplesmente sem renda de trabalho. 

“São nove meses de discurso de ódio às minorias, de tentativas de ocultar os escândalos de sua própria família e de beneficiar seus filhos e amigos de qualquer forma. Mas, até agora, absolutamente nenhum projeto foi apresentado para atender os anseios da população. O povo quer emprego, saúde, uma vida digna. No entanto, a a única coisa que o presidente proporcionou foi um grande show de horrores que tem escandalizado o mundo inteiro”, afirmou o senador. 

O levantamento ainda a elevação do índice de Gini, que mede a desigualdade de renda por domicílio. O índice saltou de 0,514 em 2014 para 0,532 no segundo trimestre de 2019. Segundo o Gini, a faixa de renda alta é 30,5 vezes maior do que a faixa de renda mais baixa do país. 

“O Brasil segue ampliando a desigualdade e o que o presidente faz? Manda para o Congresso Nacional um projeto de Reforma da Previdência que amplia ainda mais estas distorções. É um governo que joga contra os próprios brasileiros, que corta o direito dos mais pobres e mantém o dos mais ricos. Não foi à toa que o presidente se escondeu tanto do debate na eleição passada. Jamais um projeto como esse passaria pelo crivo dos eleitores se tivesse sido apresentado às claras”, avalia Humberto. 


Comentários

Anterior Proxima Página inicial