Greve nos Correios já afeta pagamento de boletos e a entrega de encomendas


Os trabalhadores dos Correios decidiram entrar em greve por tempo indeterminado na noite de terça-feira (10). A categoria luta contra a privatização da empresa e por reivindicações salariais e de trabalho.

Segundo os sindicatos da categoria, a adesão à paralisação atinge a maioria dos estados. O terceiro dia do movimento grevista  já afeta o pagamento de boletos, a entrega de encomendas e de correspondências.

A direção dos Correios ingressou na quarta-feira (11) com pedido de Dissídio Coletivo de greve na seção especializada em dissídios do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

“A grande mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras em todo país forçou a empresa a retroceder em sua intransigência e ingressar com o pedido de Dissídio Coletivo de greve na Seção especializada em dissídios coletivos do TST – 1000662-58.2019.5.00.0000”, informou a Federação Interestadual de Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadores dos Correios (FindECT).

O ministro Maurício Godinho Delgado foi o sorteado para ser o relator do dissídio coletivo, ainda sem data definida para o julgamento. A informação é do Blog de Esmael.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial