“Sem mosquito não tem doença”: Governo de Pernambuco lança campanha de mídia contra o Aedes aegypti


O ano de 2019 tem sido de aumento dos casos das arboviroses, quando comparados os dados com 2018. Regiões do Sertão, principalmente, chegam a apresentar uma variação de 2.000% no número de casos, mantendo o Estado em alerta e atuante para reverter a situação. Desde o início do ano, diversas iniciativas foram colocadas em práticas pelo Governo de Pernambuco para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Os estudantes das escolas estaduais receberam 300 mil gibis temáticos da Turma da Mônica e 46 municípios já iniciaram o uso do aplicativo e-visit@PE, que auxilia e agiliza o envio de informações do trabalho dos agentes de controle de endemias. Agora, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) coloca nas ruas uma nova campanha de mídia para chamar a atenção do público sobre as medidas de controle do Aedes, que irá ocupar diversos tipos de espaços.

Com o mote “sem mosquito não tem doença”, a campanha traz peças informativas sobre medidas de controle para evitar o nascimento do mosquito Aedes aegypti. “Desde o início do ano estamos atentos a situação das arboviroses em nosso Estado. Em janeiro, lançamos nosso plano de ação para o enfrentamento à dengue, zika e chikungunya. Fizemos o lançamento no Sertão por sabermos, já naquela época, que os casos estavam aumentando na região, por ter uma população suscetível, ou seja, que ainda não tinha sido infectada em anos anteriores. Além de todo apoio técnico aos municípios e da compra de insumos para auxiliar no trabalho, voltamos mais uma vez nossa atenção para o público em geral. Todos precisam saber as ações que devem ser feitas dentro de casa e no seu entorno para evitar que o Aedes nasça. Precisamos reduzir drasticamente os depósitos que podem se tornar o local ideal para o mosquito depositar seus ovos. Só assim, e com o apoio de todos os pernambucanos, vamos conseguir evitar o adoecimento da nossa população”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo. O gestor lembra que, ao todo, mais de R$ 8 milhões estão sendo investidos pelo Governo de Pernambuco em todas ações de controle e combate às arboviroses.

O público poderá ver a nova campanha de mídia contra o Aedes aegypti em diversas plataformas. Anúncios em jornais, backbus, panfletos, cartazes, abrigos de ônibus, walkmídia e painel em metrô são alguns dos lugares que os pernambucanos verão o lema “sem mosquito não tem doença”. Anúncios em rádios, televisões e também na internet fazem parte do trabalho. “Estamos ocupando espaços físicos e on-line para que públicos diferentes possam ser impactados com a campanha. A mensagem é simples, clara, para que todos possam entender a mensagem e colocá-la em prática no seu dia a dia”, pontua André Longo.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial