Bolsonaro acaba com o DPVAT, o seguro do trânsito



O presidente Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira (11) a extinção do seguro obrigatório do trânsito, o DPVAT; e também o das embarcações, o DPEM.

A medida vai gerar economia até um reembolso bilionário aos cofres públicos. Mas também vai sobrecarregar ainda mais o Sistema Único de Saúde (SUS). Sem falar que afetará as vítimas de acidentes e suas famílias que deixarão de receber as devidas indenizações.

De acordo com a Seguradora Líder, gestora do DPVAT, no primeiro semestre de 2019 foram pagas:

18.841 indenizações por morte;
103.068 indenizações por invalidez permanente;
33.123 indenizações para despesas médicas.

São cerca 300 mil famílias que ficarão desamparadas todos os anos, sem as indenizações apropriadas nesses momentos tão difíceis.

Com informações do G1. 

Comentários

Anterior Proxima Página inicial