Bolsonaro quer liberar exportação de madeira in natura da Amazônia

Bolsonaro-meio-ambiente

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (23) que o governo estuda a liberação da exportação de madeira nativa da Amazônia in natura, o que hoje é proibido por lei.

Segundo ele, o caso está sendo analisado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e a permissão para a exportação de madeira in natura talvez precise de aval do Congresso.

“É melhor exportar de maneira legalizada do de que forma clandestina. Talvez uma medida como essa dependa do Parlamento. O Ricardo Salles vai me dar a palavra final na semana que vem”, disse ele a jornalistas após participar de evento militar no Rio de Janeiro.

O governo Bolsonaro vem sendo alvo de críticas de ONGs e ambientalistas por causa de sua política ambiental.

O auge das críticas ocorreu nos meses de agosto e setembro, na esteira dos avanços das queimadas no país, especialmente na região amazônica.

Uma mobilização internacional foi feita, com chefes de Estados, artistas e personalidades pregando pela defesa da Amazônia. Até hoje, as cobranças incomodam o presidente brasileiro.

“Primeiro: mudou o governo do Brasil e não tem mais um presidente subserviente a alguns países da Europa. No governo anterior tivemos muito mais picos de focos de incêndio do que tivemos (agora). Foi um campanha insidiosa buscando atingir o governo brasileiro”, avaliou o presidente.

“Não estou preocupado em perder aliados. Estou preocupado em não perder o Brasil”, acrescentou. Com informações da Agência Reuters.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial