Com Lula livre, PT realiza congresso sob o signo anti-Bolsonaro



O PT realiza de hoje (22) a domingo (24) o 7º Congresso Nacional, em São Paulo, sob o signo anti-Bolsonaro.

Com Lula livre desde o dia 8 de novembro, o partido pretende liderar a oposição a Jair Bolsonaro já a partir de 2020 lançando candidaturas próprias às principais prefeituras no País.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), em artigo ao Blog do Esmael, solenemente anunciou esta semana uma guinada da agremiação à esquerda.

“Se houve problema por parte dos governos petistas, foi o de adotar, em 2015, com Joaquim Levy, sob pressão forte do mercado, uma agenda de mais austeridade e cortes nas despesas governamentais”, reconheceu pela primeira vez a dirigente petista. Segundo ela, aquele modelo “reduziu investimentos públicos no momento em que o setor público devia manter a economia girando”, escreveu.

Gleisi Hoffmann fez a autocrítica pelo período de Levy, mas, ato contínuo, lamentou o projeto ultraliberal de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes. A presidenta do PT previu ainda priora nos indicadores econômicos em virtudes de orçamentos públicos, fim da aposentadoria, redução dos salários e aumento da dívida pública.

Na prática, a autocrítica do PT significa uma guinada à esquerda nas vésperas das eleições municipais de 2020 e presidenciais de 2022.

Além de definir sua política para a disputa do ano quem, o congresso do PT também deverá confirmar a reeleição de Gleisi para o comando do partido para mais quatro anos. A informação é do Blog do Esmael.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial