Lula Livre como destaque no jornal New York Times


O NYT afirma que o petista deixou a prisão de maneira triunfante, na sexta-feira (8), após 580 dias na Polícia Federal de Curitiba.

A soltura de Lula, ressalva o jornal norte-americano, não garante ainda sua candidatura à Presidência da República em 2022.

A anulação das condenações é que devolveria ao petista a elegibilidade.

No entanto, analisa o New York Times, a popularidade de Lula –sustentada por programas que tiraram milhões da pobreza– pode catapultar a volta da esquerda ao poder no Brasil.

‘Eles tentaram criminalizar a esquerda. Eles não prenderam um homem, tentaram matar uma ideia. Mas uma ideia não pode ser destruída’, destaca o jornal estadunidense parte de uma fala do ex-presidente Lula.

Na reportagem sobre a libertação de Lula, o NYT reverbera a acusação de que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é um perigo para a democracia na América Latina.

“Lula ofereceu uma prévia das questões que ele defenderá falando sobre o aumento da fome e do desemprego sob um presidente que está privatizando empresas estatais e eliminando a possibilidade de aposentadoria e pensão”, registra o NYT. (Blog do Esmael)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial