Somos e seremos oposição a esse governo de extrema-direita, diz Lula no Twitter


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a falar de polarização na manhã deste sábado, 23, em sua conta no Twitter. O petista afirmou que é preciso ter coragem de dizer que a legenda é oposta ao governo do presidente Jair Bolsonaro.

"Nós somos, sim, o oposto de Bolsonaro. Não dá para ficar em cima do muro: somos e seremos oposição a esse governo de extrema-direita que gera desemprego e exige que os desempregados paguem a conta", escreveu.

Na opinião do ex-presidente, o atual modelo de governo coloca o Brasil em uma fase já superada pelo País. Segundo ele, trata-se do passado da escravidão, da fome, do desemprego em massa, da dependência externa, da censura, do obscurantismo. "O Brasil precisa embarcar de volta para o futuro", afirmou.

Lula ainda criticou a TV Globo e pediu para que a emissora não o compare ao presidente que "eles escolheram". O petista disse que nunca ameaçou e que "jamais ameaçaria cassar arbitrariamente uma concessão, mesmo sendo atacado sem direito de resposta e censurado pelo jornalismo da Globo", citou, ao referir-se à ameaça feita por Jair Bolsonaro de que poderá renovar a concessão da emissora.

Ontem, em evento na capital paulista, o ex-presidente já havia afirmado que o PT lutará para ser o protagonista da esquerda nas próximas eleições. Diário de Pernambuco.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial