21º FestCine premia a diversidade do cinema pernambucano


Depois de uma semana intensa de debates, oficinas e exibições de curtas pernambucanos, a 21ª edição do Festival de Curtas de Pernambuco (FestCine) chegou, neste sábado (14), à sua noite de encerramento no Cinema São Luiz, o templo do cinema pernambucano. O panorama desta edição – que contou com um público de quatro mil pessoas em todas as sessões - foi composto por 49 filmes, exibindo uma grande diversidade de temas, estéticas, narrativas e processos de realização. Ficções, videoartes, documentários, animações e videoclipes integraram as programações de duas mostras competitivas, a Mostra geral e a de Formação. Os vencedores receberam um total de R$ 58,5 mil em premiações, além do Troféu Fernando Spencer para os filmes que concorreram na Mostra Competitiva Geral.  Confira AQUI as fotos do festival.  

A sessão de encerramento contou com exibição inédita e gratuita de “Bacurau”, dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, com os três recursos de acessibilidade comunicacional (Libras – língua brasileira de sinais, LSE – legenda para surdos e ensurdecidos, e audiodescrição), numa parceria com a COM Acessibilidade Comunicacional. Em seguida, foi exibida uma mostra com documentários produzidos pelo projeto "Documentando", do cineasta Marlom Meirelles, que este ano completou 10 anos de existência e realizou a última edição da oficina desta temporada durante o 21º FestCine.

Realizado pelo Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife, o FestCine tem o objetivo de incentivar a produção audiovisual pernambucana. Para o secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, existe uma cadeia de valor que se estabelece a partir da academia, por meio de uma base técnica difundida e qualificada, com o mercado do audiovisual em Pernambuco durante o festival. "É no FestCine, a base da nossa estrutura do desenvolvimento do audiovisual do nosso estado, que a gente consegue atingir voos mais altos. 21 anos é algo pra ser celebrado. Todos os grandes pernambucanos do audiovisual, em algum momento, passaram por esse festival”, destacou Gilberto Freyre Neto.

Luciana Poncioni, coordenadora do Audiovisual da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE) e do FestCine, pontuou que “nesta edição, tivemos mais de 150 curtas enviados à curadoria, o que ajuda a revelar a intensa produção audiovisual pernambucana dos últimos anos. Destaco também as duas oficinas de formação, a “Formatos viáveis e midiativismo” e “Documentando”, e os debates com os realizadores no Hall do São Luiz, que trouxera aprimoramentos técnicos e criativos para os participantes”.

21º FestCine - Dos 49 selecionados, participam realizadores do litoral ao sertão, representando cidades como Arcoverde, Buíque, Carpina, Caruaru, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, Jatobá, Olinda, Orobó, Petrolândia, Petrolina, Recife e Tacaratu.

Os selecionados receberam um total de R$ 58,5 mil em premiações, divididas na Mostra Competitiva Geral e na Mostra Competitiva de Formação, além do Troféu Fernando Spencer para os filmes que concorrem na Mostra Competitiva Geral.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial
Blog do Ivonaldo Filho - Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.