MPPE lança o podcast Audiência Pública e aposta na aproximação com os seguidores nas redes sociais


A conversa sempre foi o meio de comunicação ideal para debater ideias, esclarecer os mais diversos assuntos e criar empatia entre as pessoas. E a partir de hoje (18) o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) convida a todos para interagir com a Instituição e dialogar sobre os mais diversos assuntos por meio do Audiência Pública, o podcast do Ministério Público de Pernambuco. A primeira edição já está no ar, com a participação do procurador-geral de Justiça Francisco Dirceu Barros e da promotora Érica Lopes falando sobre a temática do acordo de não persecução penal.

A grande novidade do Audiência Pública fica por conta da interatividade, já que parte da entrevista é composta por perguntas do público. Na primeira edição do programa já foram selecionadas três perguntas, enviadas pelos seguidores do perfil @mppeoficial no Instagram. Para as próximas edições do podcast, a dinâmica será a mesma, com a divulgação do tema e a publicação de uma caixa de perguntas nos stories do perfil oficial do MPPE.

Todas as edições do audiência pública serão disponibilizadas gratuitamente através de várias plataformas como o Spotify, Google Podcasts e Deezer. Em todas elas, é possível seguir o Audiência Pública e receber notificações sobre os novos programas na medida em que forem lançados.

"O lançamento do podcast Audiência Pública representa a execução de um dos objetivos estratégicos do MPPE na área da Comunicação, que é a aproximação com a sociedade. Estamos focando nossa presença nos meios mais atrativos para o público, mas sempre com caráter informativo e educativo para que a população entenda o papel do Ministério Público e sua atuação em defesa da coletividade", destacou o secretário-geral do MPPE, promotor de Justiça Maviael de Souza.

O que é o podcast? — um formato digital inovador que une informação e entretenimento, o podcast é uma conversa em áudio que pode ser acessada gratuitamente e ouvida através de dispositivos como celulares, tablets e computadores. O conteúdo fica disponível para ser baixado ou então para a transmissão online.

“Como é um produto totalmente digital, o podcast pode ser compartilhado livremente pelos ouvintes nas suas redes sociais, no grupo de WhatsApp. Nossa proposta é criar esse engajamento, para que o público esteja integrado em todas as etapas do Audiência Pública, desde o envio das perguntas à difusão do podcast”, ressaltou a assessora ministerial de Comunicação Social, Evângela Andrade. (MPPE)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial
Blog do Ivonaldo Filho - Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.