Sinalização de trânsito não está sendo respeitada em Carnaíba por alguns motoristas e motociclistas

Rua 4 de Outubro em Carnaíba

A organização do trânsito em uma cidade é muito importante, por que além de educar as pessoas, a implantação da sinalização, transmite as pessoas carinho pela cidade, percebem que ela educa após ser sinalizada, também proporciona segurança na locomoção e muito mais.

Nos dias de hoje, lamentavelmente alguns motoristas e motociclistas não estão respeitando a sinalização existente, pois apesar das campanhas educativas no trânsito para prevenir acidentes, percebe-se que na cidade é possível ver automóveis trafegando em ruas onde existem placas indicando que não é permitido, veículos que ultrapassam outros pela direita o que é errado, beber e dirigir, trafegar com velocidade incompatível, já que agora existe asfalto na Rua 4 e Saturnino Bezerra, usar o celular, não utilizar o cinto de segurança, deixar de usar as setas, não olhar os espelhos retrovisores e outros fatores.

No caso dos motociclistas é visível em algumas localidades alta velocidade, cruzam as ruas as vezes sem atender a sinalização, que na maioria das vezes, quem está na preferência tem que parar o veículo com bastante atenção para realizar o cruzamento.

De acordo com informações repassadas à redação do blog, mais de 70% dos internados no hospital da restauração em Recife, é por acidente de moto e a maioria por ingerir bebida alcoólica e dirigir ou pilotar.

Em 2016, 09 (nove) pessoas vieram a óbito em Carnaíba, por causa de acidente de moto, e em alguns locais empinam a motocicleta, trafegam com canos barulhentos perturbando o sossego do cidadão. Ainda de acordo com informações, em breve Carnaíba contará com a Guarda Municipal que vai estar em ação, mais ou menos em 4 meses.

Em Carnaíba foram investidos na ação, em torno de R$ 154 mil reais, através do governo do Estado. Em 2007 a frota de veículos em Carnaíba, era de 1.500 automóveis, hoje esse número aumento para 4.600 automóveis, ou seja, houve um crescimento de mais de 200% em apenas 10 anos.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial