Compesa inicia obras do sistema de esgotamento sanitário de Bezerros


Primeira etapa da implantação tem previsão de conclusão para 18 meses e beneficiará cerca de 20 mil pessoas dos bairros do Centro, São Pedro, São Sebastião e Cruzeiro.

A obra de implantação da primeira etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Bezerros, no Agreste de Pernambuco, teve início em janeiro, com previsão de conclusão para 18 meses. Serão construídos uma Estação Elevatória de Esgoto (sistema de bombeamento) e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), além da implantação de 45 quilômetros de rede coletora e ramais. Cerca de 20 mil pessoas dos bairros do Centro, São Pedro, São Sebastião e Cruzeiro – de 35% a 40% do município – serão beneficiadas.

A obra recebe um investimento de R$ 44 milhões do Governo do Estado, por meio da Compesa, e desenvolvida através do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Rio Ipojuca (PSA Ipojuca). Para o gerente da Unidade de Negócios, Ricardo Malta, o objetivo é melhorar a qualidade de vida da população.

*OUTRAS OBRAS* – Em 2019, foi concluída a obra de ampliação e modernização da Estação de Tratamento de Água (ETA) Bezerros que aumentou em 130% a capacidade de tratamento da unidade, passando de 160 l/s para 370 l/s. A obra foi viabilizada com o investimento de R$ 9 milhões do Governo do Estado, através da Compesa, em parceria com o Governo Federal. A ampliação da ETA Bezerros foi pensada para que a unidade também tenha capacidade de receber o volume de água que chegará, por meio das obras estruturadoras da Adutora do Agreste e Adutora de Serro Azul.

A obra de implantação do Sistema Adutor de Serro Azul, a partir da barragem de Serro Azul, em Palmares, terá 58 quilômetros de extensão e capacidade para transportar 500 litros de água, por segundo, beneficiando cerca de 1,5 milhão de habitantes nas cidades de Belo Jardim, Sanharó, Caruaru, Tacaimbó, São Bento do Una, São Caetano, Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Bezerros e Gravatá. Além da adutora, a obra prevê a construção de quatro estações de bombeamento (estações elevatórias) e um reservatório com capacidade para acumular 4,5 mil metros cúbicos de água. O empreendimento recebe o investimento de R$ 200 milhões.

Já o projeto da Adutora do Agreste foi dividido em duas etapas. A primeira, no valor de R$ 1,39 bilhão, está em execução e vai beneficiar 23 municípios com águas da Transposição do Rio São Francisco.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial
Blog do Ivonaldo Filho - Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.