Governo de Pernambuco divulga calendário do 13º do Bolsa Família; veja quando você vai receber


Marcelo Aprígio/JC Online

O pagamento da 13º parcela do Bolsa Família, por parte do Governo de Pernambuco, começa no dia 12 de fevereiro de 2020. A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude do Estado (SDSCJ-PE) vai repassar cerca de R$ 170 milhões para mais de 1 milhão de famílias pernambucanas O valor médio do benefício é de R$ 150.

Para saber a data do saque do benefício pago em agências da Caixa Econômica Federal, lotéricas ou terminais de autoatendimento, é preciso observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. O benefício é pago de forma escalonada durante os dez últimos dias úteis de cada mês. Em janeiro, por exemplo, poderá ser retirado entre os dias 12 e 28, de acordo com cada grupo. Os recursos ficam disponíveis para saque por 120 dias.

Saiba quanto irá receber

Os beneficiários do Bolsa Família também já podem consultar quanto vão receber na 13º parcela do programa estadual, na plataforma criada pela SDSCJ-PE. Para acessar, basta ter em mãos o Número de Identificação Social (NIS), que pode ser conferido nos cartões do Bolsa Família, e a data do nascimento do titular do benefício. O link de acesso é o http://www.sdscj.pe.gov.br/web/sedsdh.

No sítio online, é possível saber quanto o beneficiário acumulou em notas fiscais entre março de 2019 e 31 de janeiro de 2020, data de apuração das notas fiscais para quem recebe abaixo de R$ 150,00, valor máximo do benefício.

“Se, por exemplo, um usuário que teria direito a R$ 89,00 tenha feito compras dando o seu número do CPF para inclusão na nota fiscal é possível que ele tenha atingido o valor máximo da parcela, aumentando seu 13º. Destaco, ainda, que quem já recebe R$ 150,00 ou mais já tem o valor máximo garantido, não necessitando acumular notas fiscais”, afirma o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes.

Em Pernambuco, 14 mil estabelecimentos são credenciados com nota fiscal eletrônica. O reembolso pode chegar a até 5% do valor total das compras com a aquisição de itens de alimentação, medicamentos, material de higiene pessoal, material de limpeza, vestuário, calçado e gás de cozinha, não ultrapassando o limite de R$ 150,00.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial